22 Mar, 2019

Tradição e tecnologia: serviços de streaming para música clássica

A tecnologia streaming, que envia informações multimídia por meio da transferência de dados utilizando a internet, é uma realidade da qual milhares de brasileiros usufruem atualmente. Quando se trata do universo da música, há várias possibilidades de aplicativos com uma infinidade de sons à disposição do consumidor. Embora ela traga muitas facilidades, práticas muito tradicionais aparentam estar um pouco mais distantes, o que na verdade ainda podem ser acessadas nos meios virtuais e presenciais. O gênero erudito, por exemplo, tem o seu espaço garantido nos serviços de streaming para música clássica. Sem contar, é claro, nas igrejas, herança que se perdura nas orquestras dos cultos.

Criado para tornar as conexões mais rápidas, esses aplicativos costumam dar ênfase a centenas de playlists aos lançamentos ou aos estilos mais tocados nos últimos tempos, mas também existem opções de serviços de streaming para música clássica. Com seleções exclusivas, eles conseguem listar várias opções para quem é fã desse estilo musical. Para os que desejam ouvir apenas isso, tem também a opção de buscar por plataformas especializadas no gênero.

De acordo com a coluna Mozarteum Brasileiro, veiculada pelo Estadão, o Grammofy é uma das opções que está no mercado hoje com músicas de Bach à Glass, de lentos e suaves, a velozes e furiosos, e uma interessante parceria com o Spotify, que torna o serviço gratuito para os assinantes premium da plataforma. O Idagio é outra opção e agora está com ainda mais variedade. Antes, contava com cerca de 650 mil faixas em seu catálogo e ainda fechou parceria com a Warner Classics e a Erato para disponibilizar online todos os títulos das duas gravadoras. A disputa entre os melhores serviços de streaming para música clássica ainda inclui o Primephonic, que tem uma forte divulgação focada na qualidade do áudio.

Com mais 140 mil assinantes, o Classical Music Only é um dos serviços de streaming para música clássica que está há 10 anos no ar e oferece acesso a listas de reprodução específicas que reúnem obras de compositores como Bach, Rossini, Rachmaninoff e Shostakovich. Outra referência é o Classical Tunes, idealizado com o intuito de divulgar um catálogo com um repertório para iniciantes, reunindo ao todo mais de 30 listas de reprodução. O Contemporary Classical Music, por sua vez, abre espaço para novos artistas e foi gerado automaticamente pelo YouTube para criar playlists com obras contemporâneas de compositores de todo o mundo. Para os que dominam a língua inglesa, tem também o podcast da BBC Music Magazine, com episódios quinzenais geralmente dedicados à gravação eleita como "a melhor do mês" pela equipe do programa e às primeiras audições de lançamentos.

A Jubi , loja de órgãos eletrônicos , afirma que embora os serviços de streaming para música clássica sejam importantes ferramentas tecnológicas para a propagação desse gênero musical, sua essência não pode se perder. "Ainda hoje, as igrejas fazem o importante papel de entoar cânticos, a fim de garantir a continuidade da composição, bem como da apresentação de músicas clássicas no dia a dia. Mesmo que elas não sendo o estilo que grande parte das pessoas têm afinidade, essa prática a torna mais próxima", reforça a empresa que destaca ainda a necessidade de as pessoas que se interessam darem continuidade às composições para que elas não se percam e as memórias sejam as únicas opções.

Website: http://jubi.com.br/

Tags: Wire, Portuguese